Serviço Social: Município discute políticas públicas e desafios para o setor

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc), em parceria com a Faculdade Facisa, promoveram a 3ª Semana do Serviço Social de Unaí. O evento, que celebrou a passagem do Dia do Assistente Social (15 de maio), ocorreu no plenário da Câmara Municipal, nos dias 22 e 23 de maio. O tema central do encontro foi Serviço Social, Trabalho e Políticas Públicas: os desafios para os assistentes sociais frente ao contexto atual. Na programação, palestras e debates com gestores, dirigentes de classe, conselheiros, técnicos e especialistas do setor. Assistentes sociais, professores e alunos do curso de Serviço Social e outros agentes que atuam no segmento assistiram às palestras e puderam participar dos debates.

Na avaliação do secretário municipal Gilmar Lima (Desenvolvimento Social e Cidadania), há uma demanda no país, no estado e na cidade de Unaí por ações de assistência social. "Hoje há uma grande massa populacional necessitada do poder público pela efetivação de uma política de assistência social. Pensando nisso e na passagem do Dia do Assistente Social é que promovemos esse encontro, em parceria com a Facisa", explicou Gilmar.

O secretário frisou que Unaí é uma cidade de porte médio que cresce muito. "Muitas pessoas são atraídas para Unaí arrastadas por esse crescimento, e é aí que temos de aperfeiçoar o serviço de assistência social para atender quem nos procura".

Para o atendimento do público vulnerável social e economicamente, segundo Gilmar destacou, o município possui equipamentos como as três unidades de Cras (Centro de Referência de Assistência Social), que é a porta de entrada para o serviço público de assistência social, e o Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), cuja sede própria foi inaugurada no mês passado.

Palestras
Na noite de abertura do evento, quinta-feira (22/5), o tema O exercício profissional e os desafios para a profissão frente às políticas públicas e demais espaços sócio-ocupacionais foi abordado pela diretora do Conselho Regional de Serviço Social (seccional Uberlândia), Gláucia Almeida Ramos.

Na mesma noite, a assistente social Natália da Silva Pessoa, que é analista técnica do Ministério do Desenvolvimento Social, explanou sobre O trabalho do assistente social no Sistema Único de Assistência Social (SUAS). A mediadora da mesa foi a assistente social e professora da Facisa Marina Leite Melo.

O assunto que dominou a noite de sexta-feira (23/5) foi saúde mental. Karita Rosa de Oliveira, enfermeira referência técnica em saúde mental na cidade de Unaí, abordou o tema A assistência em saúde mental em Unaí-MG.

Para finalizar, a assistente social Jamilla Zgiet, discorreu sobre a temática Evolução da saúde mental: avanços e desafios para a implementação da reforma psiquiátrica no Brasil. O mediador da mesa foi o professor da Facisa Wederson Santos.

Avaliação
Para a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Lucidalva Barreto, "o evento foi importante porque fortalece a categoria", ao propiciar maior aproximação entre o Conselho Regional de Serviço Social com os profissionais e estudantes do setor.

Os debates e palestras, na opinião de Lucidalva (que é também assistente social e coordenadora do curso de Serviço Social da Facisa), dão mais suporte e reforçam o conhecimento para que os profissionais possam atuar com mais ética, compromisso e responsabilidade, tanto na luta pela emancipação política da categoria dos assistentes sociais quanto na busca pelos direitos sociais legítimos à população atendida.

ssoc 0002
Semdesc e Facisa promoveram o encontro que reuniu gestores, dirigentes de classe,
conselheiros, técnicos e especialistas; Na foto, mesa composta durante abertura
oficial do evento


ssoc 0001
Assistentes sociais, professores e alunos do curso de Serviço Social assistiram às palestras
e participaram dos debates