topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Município promove ciclo de palestras para prevenção e enfrentamento das drogas

Educadores, técnicos do setor de assistência social e conselheiros antidrogas do município reuniram-se no 28º Batalhão da Polícia Militar, na manhã desse sábado (22/2), para discutir um tema muito caro à sociedade: "Educação na prevenção e no enfrentamento do uso de álcool e drogas".

O objetivo central do evento foi capacitar os educadores para auxiliar crianças e adolescentes a ficarem longe do álcool e outras drogas. "O educador, o professor, o diretor de escola são a segunda família das crianças e adolescentes. Se a família não estiver dando o suporte necessário para prevenção e combate a esse mal que assola a sociedade, o papel da escola é de extrema relevância", disse o presidente do Conselho Municipal Antidrogas, Rogério Nunes.

Segundo ele, a escola é essencial para o enfrentamento do problema das drogas, já que "a sociedade não gosta de falar sobre o tema", e, com efeito, as famílias não sabem lidar com as dificuldades decorrentes, quando o problema já está instalado. "A sala de aula pode ser uma saída para enfrentar ou minimizar o problema", disse Rogério, acrescentando que o envolvimento do poder público, polícias civil e militar e agentes políticos é igualmente fundamental para o sucesso das ações.

O ciclo de palestras foi promovido pelo Conselho Municipal Antidrogas (Comad) em parceria com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc). E contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Programa Papo Legal, do Governo de Minas. Apoiaram também a iniciativa a Secretaria Municipal da Educação e a Superintendência Regional de Ensino.

As palestras foram feitas pelo capitão Braga (Polícia Militar), investigador Cléber (Polícia Civil) e Ronaldo Viana (coordenador do Programa Papo Legal, do Governo do Estado). Os palestrantes falaram dos males provocados pela droga, tanto do ponto de vista da saúde quanto das leis, e explicaram medidas que devem ser adotadas para prevenir e combater o uso.

Nos registros atuais da Semdesc consta que 30 usuários de drogas que buscam recuperação foram encaminhados para comunidades terapêuticas, especialmente a Cristolândia, que fica em Ceilândia (DF). Nesses primeiros meses do ano, outras 15 pessoas aguardam na fila de espera para internação.


drogas 0001
A mesa foi composta por representantes das entidades promotoras do evento e apoiadores

drogas 0002
O evento atraiu cerca de 500 pessoas (na maioria, educadores), mas também conselheiros
e pessoal que trabalha com assistência social no município



SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012