topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Dengue: Sesau inicia mutirão de limpeza para prevenir aumento da doença

A Secretaria Municipal da Saúde (Sesau) iniciou nessa quarta-feira (29/1) o primeiro mutirão de limpeza de 2014, com o objetivo de combater os focos do mosquito da dengue e evitar a ampliação dos casos da doença na cidade. Serão 12 dias de trabalho intenso percorrendo 46 bairros da cidade. Cerca de 50 agentes comunitários de saúde e de combate a endemias estão envolvidos no serviço. Para o trabalho, a Sesau conta com o apoio da Secretaria de Obras (Semoit) e da Secretaria de Meio Ambiente (Semamd).

A iniciativa foi desencadeada como resposta ao Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) realizado entre os dias 21 e 24 de janeiro. O índice aceitável recomendado pelo Ministério da Saúde é abaixo de 1%. No caso de Unaí, alguns bairros da cidade apontaram índices de até 7%. Os resultados mais preocupantes foram nos bairros Mamoeiro, Santa Clara, Industrial, Centro, Cruzeiro, Cidade Nova, Canaã, Novo Horizonte.

Presente ao início das operações, a secretária municipal da Saúde, Andréa Machado, confirmou que a situação é realmente preocupante e, por isso, reconheceu ser necessária a participação e ajuda dos moradores. "Não basta nós realizarmos o mutirão de limpeza, se os moradores não participarem, limpando suas casas, seus quintais, recolhendo todo recipiente que possa acumular água e evitar novos criadouros do mosquito em casa", afirmou.

Além dos números preocupantes atestados pelo LIRAa, estão nos registros da Secretaria da Saúde 161 casos suspeitos e 22 confirmados da dengue em Unaí. "E ainda estamos esperando o resultado de outros tantos exames laboratoriais para confirmação ou não da doença", disse a secretária, ao lembrar que esses são apenas os casos notificados que chegam ao conhecimento das autoridades públicas de saúde. Mesmo sendo de notificação obrigatória, muitos casos confirmados da doença ficam circunscritos aos hospitais e clínicas particulares, permanecendo, porém, sem registro público oficial. 

Em comparação com o ano passado, os números atuais da dengue em Unaí trazem uma preocupação extra, pelo número de ocorrências: em janeiro de 2013, o município registrava apenas um caso confirmado de dengue. O mês de abril de 2013 foi o período de maior ocorrência de casos confirmados da doença.

"Se fizermos um comparativo, vamos perceber que temos muito tempo até a chegada do mês de abril. Então, essas ações são necessárias, mas só funcionam com a ajuda da população, para evitarmos uma epidemia", alertou a coordenadora de epidemiologia da Sesau, Adriane Araújo. Para conter a doença, a receita da coordenadora é a mesma. "O combate à dengue se faz com a união do poder público e da população, principalmente dos moradores", afirmou.

Adriane observou que 90% dos focos detectados pelo LIRAa foram encontrados em residências (especialmente nos quintais), e não nas ruas e lotes vagos. Ela exortou a população a tomar consciência do problema e cada um exercer seu papel de guardião da saúde pública e de sua própria saúde. "Se cada um não se conscientizar de sua responsabilidade, vamos trabalhar o ano todo tentando conter a dengue, porque a doença hoje não aparece somente no período chuvoso, mas durante todo o ano", alertou a coordenadora.

Apoio

Para prevenir ou combater a dengue somente com a participação de todos. Em alguns casos, no entanto, a situação não é bem assim. De acordo com Andréa Machado, há casos em que o próprio morador evita a entrada do agente de saúde no domicílio, dificultando a operação e agravando os riscos à saúde pública. "Infelizmente nesses casos não temos o direito de entrar no domicílio, sem autorização do morador. Somente com a interferência do Ministério Público e do Poder Judiciário poderíamos conseguir, mas isso torna mais complicado nosso trabalho", lamentou.

Não é função dos agentes de saúde, entretanto, limpar os quintais durante o mutirão. Segundo Adriane Araújo, a principal ação dos agentes nos domicílios é orientar e informar os moradores sobre como prevenir e combater os focos da doença, além de eliminar as larvas em criadouros de água parada dentro dos domicílios.

Diante da cobrança do fumacê para eliminar o mosquito da dengue, a secretária de Saúde explicou que os veículos fumacê, utilizados para espalhar inseticida no ar e promover um combate mais intenso do Aedes aegypti, pertencem ao estado e atuam, sob autorização, somente em cidades com casos de epidemia já confirmada.

Parcerias

A Secretaria de Obras está apoiando o mutirão com o fornecimento de equipamentos e um caminhão para a coleta do lixo. E a Secretaria de Meio Ambiente intensificou a campanha de coleta de pneus inservíveis, que devem ser encaminhados para o galpão da Associação dos Revendedores de Pneus de Unaí (Arepu) e, depois, seguem para reciclagem em São Paulo.

Clique aqui e confira local, dia e horário em que o mutirão de limpeza passará no seu bairro. 

mutira 0001
O mutirão de limpeza começou pelo bairro Cachoeira e vai percorrer toda a cidade;
será dividido por áreas e acontece até o dia 13 de fevereiro


mutira 0002
O material recolhido será colocado para fora das casas, e caminhões da Secretaria de Obras
farão o transporte até o destino final




SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012