topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

“Agosto Verde” de prevenção à leishmaniose: como a PMU lida com a prevenção e o enfrentamento da doença

Profissionais de saúde pública, especialmente dos meios veterinários, adotaram o "Agosto Verde" como ponto no calendário para divulgar medidas de prevenção, controle e combate à leishmaniose visceral canina. O objetivo é conscientizar os proprietários (tutores ou responsáveis legais) a proteger seus cães e fazerem testes ao menos duas vezes por ano. Na cidade, o cão é o principal reservatório do protozoário causador da leishmaniose e não transmite diretamente a doença. No entanto, ao picar o cão infectado e adquirir o protozoário, a fêmea do mosquito palha passa o microrganismo para frente ao picar outros cães (1 mosquito pode infectar mais de 6 cães) ou mesmo o ser humano. E a zoonose vai se espalhando. A leishmaniose visceral canina não tem cura no animal e é grave quando acomete o humano, podendo mesmo ser fatal em crianças e idosos.

 

O alvo da campanha, porém, não é somente quem tem um cão de estimação. A outra parte (da campanha) é direcionada à sociedade, pois o mosquito palha (birigui) precisa de um ambiente adequado para se proliferar: folhas secas, fezes de animais, frutas que caem e vão apodrecendo, umidade. A recomendação, então, é manter os quintais limpos. "Com os quintais limpos, prevenimos a dengue e a leishmaniose", compara a veterinária do Centro de Controle de Zoonoses de Unaí, Juscely Carolina Carneiro.

 

CÃO NÃO É TRANSMISSOR

 

Carol, como a veterinária do CCZ prefere ser chamada, lembra que a leishmaniose visceral canina não "pega" no contato direto com o cão. "Encostar no animal, ou o animal lamber, não vai haver transmissão. Precisa da picada do mosquito, que é o vetor de transmissão", ela explica.

 

O mosquito palha, ou birigui, mede aproximadamente 2 milímetros, tem cor marrom-amarelada e o hábito de circular no final da tarde, seu horário de maior atividade, período que as pessoas devem evitar de passear com os cães. Se o fizerem, a recomendação da médica veterinária é que ponham uma coleira repelente no cão.

 

"Usar a coleira é uma medida muito interessante. Ela possui uma substância repelente chamada Deltametrina. Dura de 4 a 6 meses e não precisa tirar nem para o animal tomar banho", explica a veterinária. "Tem apresentado bons resultados".

 

UNAÍ: TRANSMISSÃO MODERADA, MAS ALTA PREVALÊNCIA

 

Apesar da classificação estadual considerar Unaí como de transmissão moderada para leishmaniose (numa escala que possui as classificações altíssima, alta, moderada, baixa e baixíssima), Carol vê a prevalência dos casos como bastante expressiva.


Dos 1.276 cães examinados no período de janeiro de 2020 a julho de 2021 no Centro de Controle de Zoonoses – órgão da Secretaria de Saúde de Unaí – 176 resultaram positivo para a leishmaniose. Em 2020, dos 573 examinados, 110 foram positivos. Em 2021 (até julho), dos 703 cães testados, 66 foram positivados.

 

Por que, em 2021, foram feitos até o meio do ano mais exames, e muito menos resultados positivos? Para Carol, isso pode ser explicado pela alta demanda espontânea que ocorreu no ano passado. "Quando a pessoa resolvia trazer no CCZ, os cães já chegavam com sintomas agravados. Por isso, a quantidade de positivados", justifica.

 

TESTES RÁPIDOS

 

Estima-se que 60% dos cães infectados com o protozoário não apresentem sintomas da leishmaniose visceral. Por isso, segundo Carol, a melhor forma de controle é por meio de testes.

 

A médica veterinária do CCZ recomenda que sejam feitos testes de detecção da leishmaniose no cão pelo menos duas vezes ao ano. O Centro de Controle de Zoonoses de Unaí oferece o teste rápido gratuitamente, de segunda a quarta, de 7h as 10h e de 13h as 16h (recomenda-se que ligue antes no 3676-4615, para evitar imprevistos).

 

O tutor (ou responsável legal) pelo cão que procurar o CCZ para a realização do teste de detecção deve ser maior de idade e apresentar no ato o documento de identidade e o CPF. O laudo será emitido no nome dessa pessoa. O teste rápido, com resultado em 15 minutos, é feito por meio da coleta de uma gota de sangue da orelha do animal.

 

A médica veterinária do CCZ chama a atenção de quem desconhece o problema: "se você tem cachorro com leishmaniose em casa, e não sabe, está pondo em risco sua família, você mesmo, seus vizinhos. Enfim, está pondo em risco a saúde pública", adverte.

 

DEU POSITIVO! E AGORA?

 

Se o resultado do teste deu negativo, o tutor leva o laudo assinado na hora para casa. Se o reagente der positivo – ou suspeito, conforme Carol –, será coletado mais sangue do animal para a feitura de exame confirmatório. O laboratório de referência fica na Funed (Fundação Ezequiel Dias), em Belo Horizonte, com resultando em torno de 15 dias.

 

"O Ministério da Saúde considera resultado positivo para leishmaniose canina o que der reagente no teste rápido e reagente na sorologia. Precisa ter o exame confirmatório. Em caso negativo, na própria triagem é liberado o laudo para o dono ou tutor", explica a veterinária.

 

Depois dos dois resultados positivos, os agentes públicos do CCZ vão ligar para o tutor e comunicar o procedimento. Em casos do tipo, o Ministério da Saúde preconiza que o cão seja eutanasiado. Então, os agentes pedem autorização para entrar na casa e levar o cão doente.

 

"A eutanásia só pode ser feita com autorização expressa (escrita) do proprietário – conta Carol – "porque o poder público não pode entrar na casa de ninguém para apreender o cão e retirar à força do local. Isso não existe".

 

Quando devidamente autorizados, os agentes do CCZ recolhem o animal e transportam-no pela carrocinha (veículo adaptado) até o CCZ, no menor tempo possível e sem paradas pela cidade.

 

A eutanásia é parte integrante das políticas públicas para controle da leishmaniose no Brasil. Embora contestada por diversos setores da sociedade, está amparada em legislação federal vigente.

 

"O problema é que as pessoas chegam ao CCZ e querem que a gente faça como elas desejam. E isso não é possível, porque temos de seguir a legislação e os protocolos", desabafa Carol, ao observar que os procedimentos não são feitos da cabeça dos agentes públicos municipais.

 

A eutanásia, por exemplo, é feita com base em protocolos expedidos pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. "A gente não permite maus-tratos a esses animais que serão eutanasiados. É tudo feito sem dor, de maneira respeitosa: primeiro, o cão toma uma anestesia, depois é aplicada uma medicação que vai causar a parada cardíaca", afirma Carol, lamentando que é preciso fazer isso, pois é o preconizado como política de saúde pública. "Minha equipe é composta por pessoas que gostam de animais. Então, a gente tem respeito pela vida e pela morte".

 

O descarte do corpo é feito numa fossa séptica usada pela Secretaria Municipal de Saúde.

 

E SE O TUTOR SE NEGA A ENTREGAR O CÃO?

 

Se o tutor decidir não entregar o animal para eutanásia, aí ele precisa assinar um termo de recusa, que deve ficar documentado. Mais um protocolo do Ministério da Saúde. Tanto a autorização, quanto a recusa, devem estar documentadas por escrito. "Nada disso é da nossa cabeça. Tudo está no escopo das leis do país", Carol reitera.

 

MAS, NÃO TEM TRATAMENTO?

 

Carol conta que a leishmaniose não tem cura no cão, mas tem um tratamento (paliativo) para tentativa de controle do protozoário, somente permitido no Brasil com o uso de uma droga chamada Milteforan. O tratamento é todo feito na rede particular de veterinária, não se trata de política pública e depende de consultas e exames com veterinários, aquisição de medicamentos e outros gastos. E é preciso identificar se o animal vai suportar o tratamento.

 

"Esse animal precisa fazer acompanhamento com o veterinário pelo resto da vida, porque a leishmaniose não tem cura. O tratamento é paliativo, porque teoricamente reduz a carga do protozoário no organismo do cão", observa Carol. "Estudo revelou que apenas uma parcela dos cães tratados reduziu sua capacidade de infectar. Não é garantia. Por essa razão, o tratamento dos cães doentes não se configura como medida de saúde pública".

 

Ela acrescenta ainda que há uma vacina autorizada no Brasil chamada Leich-Tec. "Como medida individual é indicada, mas não como medida de prevenção coletiva ou de saúde pública", antecipa a veterinária. Ela explica que a vacina tem 70% de eficácia, não é considerada medida de saúde pública e deve ser aplicada somente no animal negativado para leishmaniose. Assim como o tratamento, a vacina só está disponível na rede particular.

 

O uso da coleira repelente, segundo Carol, continua sendo recomendável mesmo durante o tratamento (ou controle do protozoário) no cão.

 

NO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES

 

Zoonoses são as doenças transmitidas entre animais e humanos. O CCZ de Unaí não funciona como abrigo, não funciona como clínica veterinária e nem como centro de adoção de animais.

 

No Centro de Controle de Zoonoses ingressam apenas os cães que serão testados, os que serão eutanasiados e, somente nas quintas-feiras cães e gatos que serão castrados. Esta última uma política pública municipal.

 

E tudo isso feito em dias diferentes, a fim de que animais sadios não se misturem a doentes.

 

SINTOMAS NO CÃO E NO HUMANO

 

Os sintomas mais comuns do animal com leishmaniose são unhas grandes, escamações e feridas na pele (principalmente no focinho, ao redor dos olhos e na ponta das orelhas), emagrecimento intenso, lesões oculares. "Quando apresenta esses sintomas, o cão já está mal", observa a veterinária. "Então o Ministério da Saúde preconiza a eutanásia como medida de saúde pública.

 

No humano, os sintomas mais comuns são diarreia, febre intermitente, inchaço do abdômen devido ao aumento do fígado e do baço, fraqueza muscular, perda de peso, anemia.


Caso apresente algum dos sintomas, o paciente deve procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima de sua casa. o diagnóstico e o tratamento são gratuitos.

 

Em Unaí, dois casos de leishmaniose foram registrados em humanos em 2021, foram tratados e os pacientes reagiram bem. A letalidade em humanos tratados é de 5% a 12%. A leishmaniose, no entanto, pode ser fatal quando acomete crianças e idosos.

 

Quando ocorre um registro de paciente infectado, o CCZ é notificado, e uma ação de bloqueio sanitário é feito em torno da casa desse paciente. Inseticida é borrifado nos quarteirões em volta.

 

De acordo com a veterinária do CCZ, é feito ainda um inquérito local, com pesquisa de reservatórios de casa em casa nos quarteirões vizinhos. "Fazemos exames em todos os cães, buscando possíveis reservatórios". Os procedimentos e atuação dos agentes estão sob a supervisão da médica veterinária.

 

VIGILÂNCIA ATIVA EM BAIRROS

 

Ações de inquérito canino, com vigilância ativa e aplicação de testes (para detecção de leishmaniose) vem sendo feitas desde o início do ano no bairro Novo Horizonte. Ocorrem de segunda a quarta, de manhã e à tarde, de casa em casa.

 

Os inquéritos e testes são feitos por equipe treinada e supervisionada pela médica veterinária. Nessa ação de vigilância ativa, são feitos os testes rápidos. Lá mesmo entregam os laudos dos cães negativados. Cães com resultado positivo têm o sangue colhido na hora para envio ao laboratório, para confirmação (ou não) da suspeita.


"Nessas ações de vigilância ativa, se a pessoa se recusar a entregar o animal para o teste, isso também é documentado pelo poder público", explica Carol.

 

Depois de terminar a ação no Novo Horizonte, o objetivo é estender o benefício para os bairros Mamoeiro e Santa Clara, segundo explica a veterinária do CCZ. "A escolha dos bairros não é aleatória. Há uma maior prevalência de cães infectados nesses locais. E são bairros mais distantes do CCZ. É mais difícil das pessoas trazerem os cães aqui".

 

 leichh 0001
Médica veterinária do CCZ colhendo gota de sangue da orelha do cão para o teste rápido

leichh 0002
Testes de leishmaniose devem ser feitos pelo menos duas vezes ao ano

leichh 0003

leichh 0004

leichh 0005
Testes gratuitos são feitos de segunda a quarta no CCZ, das 7h às 10h e das 13h às 16h

leichh 0006

leichh 0007
Teste com resultado negativo

leichh 0008
Teste com resultado positivo, ou suspeito, requer um teste de confirmação em laboratório


SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012

Prev Next Página:

Rosqueiro, por quê?

Rosqueiro, por quê?

19/10/2021 - Por Assessoria de Comunicação

Unaí no FCO é tema de audiência na Presidência

Unaí no FCO é tema de audiência na Presidência

30/09/2021 - Por Assessoria de Comunicação

Começou o Ruralão 2021

Começou o Ruralão 2021

14/09/2021 - Por Assessoria de Comunicação

Zumba volta a movimentar UAI

Zumba volta a movimentar UAI

22/06/2021 - Por Ricardo Ribas

Retirada de canteiros segue a todo vapor

Retirada de canteiros segue a todo vapor

29/06/2020 - Por Ricardo Ribas

Asfalto chega a Pedras de Marilândia

Asfalto chega a Pedras de Marilândia

17/06/2020 - Por Ricardo Ribas

Dengue em Unaí: muita larva e alto risco

Dengue em Unaí:  muita larva e alto risco

20/01/2020 - Por Ricardo Ribas

Creche e pré-escolar: matriculas abertas

Creche e pré-escolar: matriculas abertas

09/12/2019 - Por Junei Martins

Papai Noel já chegou em Unaí

Papai Noel já chegou em Unaí

02/12/2019 - Por Junei Martins

VORTEX: BATALHA DE RIMA LOTA PRAÇA DA AABB

VORTEX: BATALHA DE RIMA LOTA PRAÇA DA AABB

30/10/2019 - Por Junei Martins

Unaí vai inaugurar UTI nesta sexta-feira

Unaí vai inaugurar UTI nesta sexta-feira

16/10/2019 - Por Junei Martins

Teatro unaiense premiado em Ponte Nova

Teatro unaiense premiado em Ponte Nova

23/09/2019 - Por Junei Martins

Unaí tem 60 mototaxistas legalizados

Unaí tem 60 mototaxistas legalizados

16/09/2019 - Por Junei Martins

Verdão da Serra de volta

Verdão da Serra de volta

13/09/2019 - Por Junei Martins

Aberto o cadastro escolar para 2020

Aberto o cadastro escolar para 2020

01/07/2019 - Por Ricardo Ribas

Grota do Cidade Nova com os dias contados

Grota do Cidade Nova com os dias contados

27/06/2019 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – AMALEGIS 2017/2018

RETROSPECTIVA – AMALEGIS 2017/2018

24/01/2019 - Por Ricardo Ribas

Unaí 75 anos: celebração oficial de gala

Unaí 75 anos:  celebração oficial de gala

16/01/2019 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – CULTURA E TURISMO 2017/2018

RETROSPECTIVA – CULTURA E TURISMO 2017/2018

21/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – FAZENDA 2017/2018

RETROSPECTIVA – FAZENDA 2017/2018

21/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – SAAE 2017/2018

RETROSPECTIVA – SAAE 2017/2018

20/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – SAÚDE 2017/2018

RETROSPECTIVA – SAÚDE 2017/2018

19/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – ESPORTE E LAZER 2017/2018

RETROSPECTIVA – ESPORTE E LAZER 2017/2018

18/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – MEIO AMBIENTE 2017/2018

RETROSPECTIVA – MEIO AMBIENTE 2017/2018

18/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA – EDUCAÇÃO 2017/2018

RETROSPECTIVA – EDUCAÇÃO 2017/2018

17/12/2018 - Por Ricardo Ribas

RETROSPECTIVA ADMINISTRAÇÃO 2017/2018

RETROSPECTIVA ADMINISTRAÇÃO 2017/2018

12/12/2018 - Por Ricardo Ribas

Prefeitura paga servidores nesta sexta (28/9)

Prefeitura paga servidores nesta sexta (28/9)

26/09/2018 - Por Ricardo Ribas

Unaí terá Banco de Alimentos

Unaí terá Banco de Alimentos

17/08/2018 - Por Ricardo Ribas

Falta de UTI volta à pauta de discussões

Falta de UTI volta à pauta de discussões

27/07/2018 - Por Ricardo Ribas

Escolas municipais recebem mobiliário novo

Escolas municipais recebem mobiliário novo

11/04/2018 - Por Ricardo Ribas

Comprado elevador para prédio da Prefeitura

Comprado elevador para prédio da Prefeitura

14/03/2018 - Por Ricardo Ribas

Uma tarde para falar da saúde do homem

Uma tarde para falar da saúde do homem

01/12/2017 - Por Ricardo Ribas

Chuva provoca perdas e danos no Cidade Nova

Chuva provoca perdas e danos no Cidade Nova

28/11/2017 - Por Ricardo Ribas

Prefeitura retoma operação tapa-buracos

Prefeitura retoma operação tapa-buracos

23/06/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Organizadores avaliam Festa do Boqueirão

Organizadores avaliam Festa do Boqueirão

14/06/2017 - Por Ricardo Ribas

Aberta oficialmente a 15ª Semana de Museus

Aberta oficialmente a 15ª Semana de Museus

16/05/2017 - Por Ricardo Ribas

Conferência de Saúde aprova 83 propostas

Conferência de Saúde aprova 83 propostas

10/05/2017 - Por Ricardo Ribas

Escola Glória Moreira comemora 18 anos

Escola Glória Moreira comemora 18 anos

04/05/2017 - Por Ricardo Ribas

União: Prefeitura de Unaí, SAAE e UFVJM vão trabalhar juntos

União: Prefeitura de Unaí, SAAE e UFVJM vão trabalhar juntos

07/04/2017 - Por Assessoria de Comunicação

PMU inicia cirurgias de castração de cães

PMU inicia cirurgias de castração de cães

21/03/2017 - Por Ricardo Ribas

Prefeitura participa de blitz comemorativa do Dia da Mulher

Prefeitura participa de blitz comemorativa do Dia da Mulher

08/03/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Prefeitura e Ascanor definem parceria para a 19ª. Festa da Moagem

Prefeitura e Ascanor definem parceria para a 19ª. Festa da Moagem

24/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

PSF´s do Primavera e Novo Horizonte se mobilizam contra a Dengue

PSF´s do Primavera e Novo Horizonte se mobilizam contra a Dengue

24/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Prefeitura retira quebra-molas desnecessários

Prefeitura retira quebra-molas desnecessários

23/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Unaí quer implantação de Samu

Unaí quer implantação de Samu

13/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Município recebe novos ônibus para transporte escolar

Município recebe novos ônibus para transporte escolar

13/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Tapa-buracos depende da usina e da chuva

Tapa-buracos depende da usina e da chuva

06/02/2017 - Por Ricardo Ribas

Governo de Unaí quer fiscalização atuante

Governo de Unaí quer fiscalização atuante

02/02/2017 - Por Ricardo Ribas

Prefeitura vai pagar menos por combustível

Prefeitura vai pagar menos por combustível

01/02/2017 - Por Ricardo Ribas

Administração renegocia contrato de transporte coletivo

Administração renegocia contrato de transporte coletivo

01/02/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Prefeitura quer acabar com filas na Central de Regulação

Prefeitura quer acabar com filas na Central de Regulação

20/01/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Governo vai extinguir quatro Secretarias Municipais

Governo vai extinguir quatro Secretarias Municipais

19/01/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Unimontes vai ampliar presença em Unaí

Unimontes vai ampliar presença em Unaí

18/01/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Hospital Municipal quer se livrar de sucatas

Hospital Municipal quer se livrar de sucatas

17/01/2017 - Por Assessoria de Comunicação

Branquinho recebe servidores do Unaprev

Branquinho recebe servidores do Unaprev

12/01/2017 - Por Ricardo Ribas

Limpeza de Unaí começa pela Praça JK

Limpeza de Unaí começa pela Praça JK

05/01/2017 - Por Ricardo Ribas

Visita a secretarias e órgãos municipais

Visita a secretarias e órgãos municipais

03/01/2017 - Por Ricardo Ribas

Prefeito faz 1ª reunião com secretariado

Prefeito faz 1ª reunião com secretariado

03/01/2017 - Por Ricardo Ribas

Manhã cívica marca início dos trabalhos

Manhã cívica marca início dos trabalhos

02/01/2017 - Por Ricardo Ribas

ADEUS GROTA DO TAQUARIL

ADEUS GROTA DO TAQUARIL

30/06/2016 - Por Ricardo Ribas

CCZ oferece seis cães para adoção

CCZ oferece seis cães para adoção

27/06/2016 - Por Ricardo Ribas

Por que fazer o Cartão Unaí Saúde?

Por que fazer o Cartão Unaí Saúde?

23/02/2016 - Por Ricardo Ribas

UAI promove 1º Forró para os idosos

UAI promove 1º Forró para os idosos

14/01/2016 - Por Ricardo Ribas

Diplomados os novos conselheiros tutelares

Diplomados os novos conselheiros tutelares

11/01/2016 - Por Ricardo Ribas

Same/Sesau orienta população sobre HIV-Aids

Same/Sesau orienta população sobre HIV-Aids

04/12/2015 - Por Ricardo Ribas

Prefeituras fecham as portas dia 24 de agosto

Prefeituras fecham as portas dia 24 de agosto

17/08/2015 - Por Ricardo Ribas

Prefeito visita Agrobrasília 2015

Prefeito visita Agrobrasília 2015

14/05/2015 - Por Assessoria de Comunicação