Carreta da Hanseníase estará em Unaí nos dias 20, 21 e 22 de novembro

Parceria da Novartis Brasil com o Ministério da Saúde e Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde promove vinda a Unaí da Carreta da Hanseníase. Adaptada com cinco consultórios, ficará estacionada na Praça JK (da Prefeitura), nos dias 20, 21 e 22 de novembro. Nos dias 20 e 21(manhã e tarde) e no dia 22 (manhã).


O objetivo da ação é capacitar profissionais da saúde para lidar com a hanseníase, identificar novos casos da doença e iniciar o tratamento. Mesmo que não apresentem sintomas, pessoas que tiveram qualquer tipo de contato com portadores de hanseníase devem procurar a carreta.

 

A contrapartida da PMU nessa parceria é oferecer água, energia para alimentar os cinco consultórios itinerantes, insumos para auxiliar os trabalhos e encaminhar possíveis casos de pacientes suspeitos para diagnóstico e tratamento da doença.

Antes, porém, uma médica titular do programa, referenciada pelo Ministério da Saúde, virá a Unaí, no dia 19 de novembro, para ministrar capacitação teórica atualizada aos profissionais que atuam nos PSFs e no Same. A qualificação dos profissionais é de fundamental importância, especialmente na identificação dos sintomas e no tratamento completo do portador da hanseníase.

 

A carreta possui todas as ferramentas necessárias para a realização de consultas e exames. Nesses dias, o atendimento será completo, com diagnóstico, medicação e acompanhamento assegurados.

 

Agentes comunitários de saúde já estão fazendo uma busca ativa, na comunidade, de possíveis casos suspeitos de hanseníase, para encaminhamento. Grosso modo, na forma inicial da doença o paciente apresenta manchas insensíveis e, por vezes, bolhosas pelo corpo. Na maioria absoluta dos casos, há necessidade de exames para confirmar o diagnóstico.

 

Pessoas que não apresentam sintomas, mas entraram em contato com portadores de hanseníase, podem estar contaminadas. Por isso, além da busca ativa nas comunidades, a Secretaria de Saúde está reservando vagas para procura espontânea, ou seja, se a pessoa desconfia de algum sinal ou sintoma deve se dirigir à carreta.

 

A orientação para a pessoa que manteve qualquer tipo de contato com portadores de hanseníase é procurar o serviço, na praça da Prefeitura, nos dias 20, 21 e 22. Para mais informações, ligar 3677-4861, ramal 216.

 

HANSENÍASE – MAIS DETALHES

 

Em blog oficial do Ministério da Saúde, a coordenadora geral de hanseníase da Pasta, Carmelita Ribeiro Filha, deu uma entrevista no inicio do ano, quando ofereceu algumas explicações sobre a doença.


Ensinou que a hanseníase "é uma doença dermatoneurológica, que tem manifestação na pele, como a presença de manchas com alteração de sensibilidade. A parte neurológica vem do comprometimento dos nervos periféricos, responsáveis pela sensibilidade e motricidade. Por isso, a hanseníase é a única doença dermatológica que tem alteração de sensibilidade na pele".


SINAIS E SINTOMAS – Manchas na pele com alteração da sensibilidade térmica e/ou dolorosa e/ou tátil; comprometimento neural periférico em mãos e/ou pés e/ou face. Outros sinais e sintomas são: dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços, mãos, pernas e pés; Caroços e inchaços no corpo, em alguns casos avermelhados e doloridos; diminuição da sensibilidade e/ou da força muscular de olhos, mãos e pés; áreas com diminuição dos pelos e do suor.


É comum as pessoas falarem que estão com uma mancha dormente no corpo. Mas é importante ressaltar que nem sempre a mancha relacionada à hanseníase vai estar totalmente dormente, depende do tempo em que esta pessoa se encontra doente.

 

As manchas podem ser esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, que não doem, não coçam e aparecem geralmente em lugares como as costas, braços, perna e rosto, mas isso não elimina outras áreas do corpo. É uma mancha que aparece no corpo e que muitas vezes as pessoas não se sentem incomodadas, por isso a importância estarem atentas para os sinais e sintomas da doença. Ressalta-se também que há pessoas que podem estar doentes e apresentarem alteração neural, sem a presença de manchas.

 

TRANSMISSÃO – A doença é transmitida por meio das vias aéreas superiores (ex: tosse e espirro). As pessoas ficam muito receosas em estar perto de quem tem a doença, mas falta conhecimento de que não é em um contato rápido que haverá transmissão. Envolve uma rotina diária de contato. E ainda assim, para que a pessoa que recebeu a carga bacilar adoeça, envolve também outras questões como a resistência imunológica de cada indivíduo.


OS CUIDADOS – A forma de prevenção é diagnosticar os casos precocemente. Não é uma doença que tem vacina para evitar. A prevenção consiste no diagnóstico de todas as pessoas o mais rápido possível, e tratar para que as pessoas evitem a transmissão. A transmissão da doença deixa de ocorrer no início do tratamento. Outra questão é que é muito difícil saber de quem pegou a doença, por que tem um período de incubação longo, e pode ficar em média cinco anos sem apresentar sinais e sintomas característicos, de forma que a pessoa não saiba que é portadora da doença. Por isso a importância de examinar todos os contatos, que convivem ou conviveram de forma domiciliar ou social com o doente antes do tratamento. A investigação dos contatos é a principal forma de interromper a cadeia da transmissão, na medida em que se eliminem as fontes de infecção. Assim, mobilizamos os profissionais de saúde para que fiquem atentos aos sinais e sintomas da hanseníase, pois somos o segundo país com maior número de casos da doença no mundo.

 

SERVIÇO – A hanseníase é uma doença que está na Atenção Básica, então orientamos que em caso de suspeita, a pessoa deve procurar uma Unidade de Saúde do seu município mais próxima de sua residência. Ali a equipe pode examinar, dar o diagnóstico, e logo iniciar o tratamento. O tratamento da doença é gratuito e está disponível em unidades de saúde. Se algum amigo ou parente da família teve a doença, é ideal que todos procurem, mesmo que não tenham nenhum sinal ou sintoma.

 

carrehan 0001


carrehan 0002