Febre amarela: 77% da população unaiense está vacinada

A constatação é do setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde. Técnicos do setor atribuem essa cobertura vacinal expressiva a duas campanhas que o município realizou nos anos de 2004 e 2008.

Para o setor de epidemiologia, esse percentual de imunização da população é "extremamente importante e tranqüilizador" num momento em que quatro regiões do Estado de Minas Gerais vivem um surto de febre amarela: Leste de Minas e Vales do Aço, do Rio Doce e do Mucuri.

Em várias cidades dessas regiões, dos 67 casos já confirmados da doença, 38 resultaram em morte de pacientes (dados de 24/1), situação que fez o Governo de Minas decretar situação de emergência em saúde pública regional.

Em Unaí, não há casos registrados de febre amarela.


feamarela 0001


A Vacina

Em razão de Unaí estar fora de áreas de risco para surto da doença, não é necessário correria aos postos de vacinação, conforme atestam os técnicos.

No entanto, os moradores de Unaí que não foram vacinados nas campanhas passadas ou não estão com o cartão de vacinação atualizado, poderão procurar um dos dez postos de saúde da família (PSF) espalhados pela cidade e tomar a vacina.

Os PSFs funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sem fechar para almoço.

A orientação é que os interessados estejam portando o cartão de vacinas, necessário para orientar os técnicos sobre a situação vacinal da pessoa.

As pessoas que já tomaram duas doses da vacina contra a febre amarela estão imunizadas pelo resto da vida.

Se precisar ir para regiões de risco, a pessoa que ainda não foi imunizada deve tomar a vacina 10 dias antes da viagem.


A doença

Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), insuficiências hepática e renal, manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus, que pode levar o indivíduo infectado à morte em cerca de uma semana se não for tratada rapidamente. De acordo com Ministério da Saúde, a doença é transmitida por mosquitos e é comum em macacos, que são os principais hospedeiros do vírus.

O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de uma pessoa infectada para outra pessoa.

De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), como a transmissão urbana da febre amarela só é possível por meio da picada de mosquitos Aedes aegypti (o mesmo que transmite a dengue, a zika e a chikungunya), a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação.

Os mosquitos criam-se na água e proliferam-se dentro dos domicílios.

Qualquer recipiente como caixas d'água, latas e pneus contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos.

Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados.