topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

PMU inicia nesta segunda (8/6) a higienização pontual de fachadas de bancos, lotéricas, hospitais, unidades de saúde e praças públicas

A desinfecção "localizada" desses estabelecimentos será feita por servidores da Secretaria Municipal de Obras, que utilizarão bomba costal para borrifar quaternário de amônia sobre pontos específicos. A ação será feita sempre depois das 19h. Ações de higienização de locais de grande movimentação pública vêm sendo buscadas pela Administração Municipal desde que foram adotadas as primeiras medidas de controle e prevenção da pandemia do coronavírus em Unaí.

 

Para a desinfecção mais localizada e pontual de superfícies como portas de vidro em fachadas de bancos e lotéricas, bancos e equipamentos de praças públicas, unidades de saúde, hospitais, mercados e outros será utilizado o quaternário de amônia de 5ª geração. De acordo com o secretário Durval Mendonça (Obras), esse produto químico é muito eficaz na eliminação do coronavírus e de outros microrganismos patogênicos (causadores de doenças).

 

A eficácia na utilização dessa substância é ainda maior quando borrifada diretamente sobre alvos bem determinados, porque evita desperdícios de um produto que é mais caro do que o cloro e possui baixa toxicidade. "O jato é dirigido diretamente sobre o ponto determinado, já que o aplicador da bomba costal consegue atingir cantinhos das superfícies".

 

Além das estruturas já definidas pela Secretaria de Obras para desinfecção, A Secretaria de Saúde também pode sugerir – por meio do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 – a higienização da fachada de alguns estabelecimentos comerciais.

 

DESINFECÇÃO PESADA

 

A Prefeitura continua com o trabalho de higienização mais "pesada" em pontos determinados da cidade. O cloro (60% ativo) é o agente usado para desinfecção de calçadas, pontos de ruas em áreas de grande movimento e nos locais após a realização de feiras. Esse trabalho, que começou no final do mês de março, vem sendo feito com o auxílio de caminhões-pipa da PMU.

 

Para a aplicação do cloro, muito eficiente na eliminação de microrganismos, o secretário Durval disse ter consultado profissionais de química, para a diluição correta da substância em água. Os químicos consultados também atestaram não haver impacto sobre o ambiente, conforme explica o secretário. "Depois de fazer o efeito de desinfecção, o cloro diluído volatiliza (evapora) e não deixa resíduo. Portanto, não há perigo de poluir o ambiente ou os cursos de água".

 

amonn 0001


amonn 0002

amonn 0003

amonn 0004

SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012