PMU retoma última etapa da obra da Grota do Taquaril

Nesta última etapa, ou fase de conclusão da obra de urbanização da Grota do Taquaril, o projeto prevê a construção de passeios, canteiro central, meio-fio e sarjetas. As intervenções (em 1.200 metros) estão a cargo da Tamasa Engenharia ao custo de R$ 413,7 mil, recursos provenientes de convênio (com ajuste de aditivo contratual) do município com o BDMG. A retomada dos trabalhos foi na manhã desta sexta-feira (8/3), e a expectativa inicial é que a obra seja entregue em dois meses.

 

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras, está iniciando os estudos para o projeto de iluminação do local. Depois de pronto, o projeto será analisado pela Administração Municipal para, posteriormente, levantar os recursos para execução.

 

Histórico

 

A grota do Taquaril foi resultado de um processo erosivo que vinha se agravando na cidade havia cerca de 30 anos. Ruas e casas estavam sob ameaça constante de serem "engolidas" pela grota, local que servia até para descarte de lixo. Em 10 de fevereiro de 2015, foi dado o pontapé inicial para a obra de canalização e urbanização dos 1.450 metros, percorrendo oito bairros (Canabrava, Vale Verde, Dom Bosco, Primavera, Floresta, Novo Jardim, Serenata e Sagarana), desde a rua da Serra até o desemboque no córrego Canabrava.

 

A primeira fase da obra, de drenagem e canalização da água da chuva, ficou a cargo do Serviço Municipal de Saneamento Básico (SAAE). A segunda etapa, com a urbanização e conclusão, esteve (e ainda está) sob responsabilidade da Prefeitura. O preço orçado da obra total, à época, passava dos R$ 6 milhões, dos quais R$ 3,5 milhões aportados pelo Estado, via convênio com o BDMG. O município já está pagando as parcelas desse recurso.

 

 concgrot 0003

concgrot 0002

concgrot 0001

concgrot 0004

concgrot 0005