PMU concede 34 permissões para serviço de taxistas

O prefeito José Gomes Branquinho recebeu os taxistas no gabinete, na manhã desta sexta-feira (6/7), para a assinatura do documento que delega as permissões municipais. É a primeira vez que Unaí realiza um processo licitatório, portanto regulamentado por lei, para conceder a permissão pública para prestação do serviço de táxi. O prazo de vigência da permissão para os 34 taxistas é de 10 anos.

 

A partir de agora, com o decreto municipal em mãos, os profissionais contemplados já podem adquirir novos veículos e terão prazo para instalar o taxímetro e a placa vermelha, colocar as faixas indicativas de táxi e exibir o número de permissão para o serviço. O veículo deve estar emplacado em Unaí.

 

Em breve, o prefeito Branquinho edita decreto municipal estabelecendo os pontos de parada dos táxis. O diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Rogenaldo Elias, e a Associação dos Taxistas de Unaí discutem essa medida que norteará o decreto do prefeito.

 

Antigas revogadas

 

As "permissões precárias" que os motoristas de táxi utilizavam até esta sexta (6/7) estão revogadas. Nos últimos meses, 28 taxistas atuavam na cidade. Com as permissões, houve acréscimo no número de táxi na cidade. Poderia ser ainda maior o número de veículos já que o edital de licitação previa a permissão para 41 taxistas.

 

A recomendação nacional é que seja destinado um táxi para atender a cada 2.000 pessoas. De acordo com o IBGE, a população unaiense em 2017 (ano de elaboração do edital) era de 83.980 habitantes.

 

Concorrência pública

 

No julgamento dos concorrentes foi adotado o critério de melhor proposta técnica. Para efeito de pontuação, foram avaliadas as características do veículo (ano, conforto, segurança) e a experiência profissional do motorista prestador do serviço.

 

As permissões são concedidas em caráter personalíssimo (só o motorista selecionado pode conduzir o táxi), inalienável (não pode vender a permissão), impenhorável (não pode garantir para pagamento de dívida), intransferível (não pode transferir para outra pessoa). É proibido ainda o arrendamento e o aluguel da permissão.

 

A validade da permissão é por dez anos. Nesse período, o permissionário terá incentivos fiscais (previsto em lei nacional) para comprar um veículo novo. Para a execução do serviço, o táxi deverá estar emplacado em Unaí.

 

txdecc 0001


txdecc 0002