BR-251 e travessia urbana: Prefeito leva pedidos ao ministro dos Transportes, que dá sinal verde para projetos

O prefeito José Gomes Branquinho esteve no gabinete do ministro dos Transportes, Maurício Quintella, a quem levou uma série de pedidos relacionados a obras na BR-251e na travessia urbana de Unaí. O encontro foi intermediado pelo deputado federal Paulo Abi-Ackel, que acompanhou o prefeito de Unaí, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, vereador Alino Coelho. Após ouvir os pleitos, o ministro Quintella deu o sinal verde para Unaí formatar os projetos para, em seguida, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) encaminhar as providências para execução.

 

Branquinho preferiu dividir os pleitos em duas etapas: a primeira diz respeito à construção de seis trevos de acessos em trecho que vai da região do Cangalha ao Arrependido, perfazendo cerca de 90 quilômetros. A região do Cangalha fica nas proximidades do trevo de acesso a Bonfinópolis e o Arrependido fica próximo à divisa com Goiás. A segunda etapa tem a ver com a obra (inacabada) da travessia urbana de Unaí.

 

Trevos

 

A construção dos trevos solicitados por Unaí ao ministro situam-se nos seguintes trechos: perto do ribeirão Cangalha (de acesso a Bonfinópolis), acesso ao Boqueirão, acesso à Universidade Federal (UFVJM) perto do Capão do Arroz, acesso próximo a Coagril e Chácaras Colina, acesso no alto da serra à Fazenda Mundo Novo/Cristo Rei e acesso à Cristalina via Chaparral.

 

Aproveitando a boa acolhida e a atenção dispensada pelo ministro Quintella, o prefeito de Unaí pediu também a construção de uma terceira faixa de rodagem na subida da serra em direção a Brasília, na BR-251. Na justificativa, Branquinho salientou que o fluxo de trânsito fica travado quando veículos rápidos são obrigados a subir a serra atrás de caminhões e carretas carregadas. Além de liberar o fluxo, uma terceira faixa de rodagem dará mais segurança aos condutores.

 

Travessia urbana

 

Maurício Quintella também soube, pelo prefeito, dos problemas que envolvem a travessia urbana de Unaí, obra do governo federal em área de circunscrição do Dnit. A travessia percorre mais de 8 km, do setor de Mansões (saída Paracatu) até o Colina Clube.

 

O trecho da travessia precisa de iluminação, passarelas, calçadas, redutores de velocidade e vias laterais de acesso, que assegure aos condutores entrar com facilidade na rodovia, bem como sair dela em direção aos bairros.

 

Branquinho chamou a atenção para a necessidade de vias laterais em todo o trecho da travessia, acabando com as interrupções perto da Norvesa, perto da Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente, perto do Posto Novo Horizonte (saída Paracatu).

 

A Administração Municipal formatará ainda um anteprojeto para apresentar ao Dnit visando à construção de uma via lateral saindo da rotatória da Femagril até o Colina Clube, com a construção de outra ponte sobre o ribeirão Santa Rita, obra que deve garantir acesso direto ao bairro Riviera Park e aeroporto. De acordo com o prefeito, esta obra dispensaria a construção de rotatória nas proximidades do leilão e do Vale do Amanhecer.

 

Prazos

 

Apesar de otimista com relação à boa vontade do ministro Quintella, que deu sinal verde para a elaboração dos projetos unaienses, Branquinho afirma não ser possível estipular prazos de execução das obras.

 

De acordo com o prefeito, é necessário que a população tenha paciência, por se tratar de obras do Governo Federal, portanto, demandam levantamentos técnicos, projetos de engenharia, licitação para apontar as empreiteiras responsáveis pelas obras e outras situações que fogem ao alcance do município.

 

Ao salientar que a Administração Municipal está fazendo sua parte, Branquinho arrematou: "O ministro nos deu sinal verde para trabalhar. Isso nós vamos fazer. Ele mandou buscar os projetos para dar curso às providências no Dnit. O primeiro sinal foi dado, vamos puxar o cordão para as coisas acontecerem".

 

mintrans 0002

mintrans 0001
O prefeito de Unaí esteve no gabinete do ministro Quintela, no Ministério dos Transportes,
acompanhado pelo deputado federal Paulo Abi-Ackel e pelo presidente da Câmara
Municipal, vereador Alino Coelho