topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Unaiense já pode descartar objetos inservíveis em ecopontos específicos

Onde descartar objetos que não me servem mais, porém podem ser reciclados? E para onde enviar os objetos que não devem ser descartados na natureza (por poluir o solo e a água) ou encher o aterro controlado desnecessariamente, reduzindo-lhe a vida útil? A Prefeitura de Unaí, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, está trabalhando para adequar o município à Lei de Resíduos Sólidos e, juntamente com parceiros responsáveis pela logística reversa, já tem a resposta para a maioria dessas perguntas.

 

Uma das medidas é a criação de ecopontos para o recebimento de objetos inservíveis de uso comum, mas com potencial de reciclagem: pneus, eletroeletrônicos, baterias, pilhas, lâmpadas, vidro, papel, plástico, metal, papelão, sucata, medicamentos, óleo de cozinha.

 

A Administração Municipal está preparando campanha informativa para orientar a população sobre o descarte em ecopontos e promover a efetivação organizada da coleta seletiva. Abaixo, um apanhado do que Unaí já construiu para viabilizar o descarte de objetos com potencial de reciclagem. O telefone da Secretaria de Meio Ambiente para mais informações é o 3677-9610, ramal 9035.

 

Pneus

 

O ecoponto para recebimento de pneus inservíveis fica na rua Guainumbi, 61, bairro Kamayurá. Hoje, os revendedores, borracheiros, donos de oficina que trabalham com pneus são obrigados a fazer o descarte no ecoponto. Tal medida reduziu a quantidade de pneus jogados nas ruas, grotas ou lotes vagos.

 

Somente em 2017, Unaí enviou 128 toneladas de pneus para a reciclagem. A Recicladora Nacional de Pneus é a responsável pelo transporte e encaminhamento dos pneus para a reciclagem. A Reciclanip não tem fins lucrativos e foi criada pelos fabricantes de pneus Bridgestone, Continental, Goodyear, Michelin e Pirelli.

 

Eletroeletrônicos, lâmpadas, pilhas e baterias

 

Equipamentos que são ligados na tomada, ou são alimentados por pilhas e baterias, e já não servem mais, também possuem seu local específico de descarte em Unaí.

 

A PMU e a Acellu (Associação dos Comerciantes de Eletroeletrônicos e Lâmpadas de Unaí) destinaram o ecoponto da rua Arminda Rangel, 143, bairro Capim Branco, para o recebimento dos equipamentos inservíveis. Funciona às quartas-feiras, das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30.

 

O ecoponto recebe televisores (tubo/monitor, plasma/LCD/monitor), DVD/VHS, produtos de áudio, rádios, notebooks, impressoras, desktops, aparelhos celulares, geladeiras, refrigeradores e congeladores, fogões, lava-roupas, ar-condicionado, lava-louças, batedeiras, liquidificadores, ferros elétricos, furadeiras e as respectivas peças e componentes. Bem como pilhas, baterias e tudo que tiver relação com eletricidade ou eletrônica.

 

Papel, plástico, metal e sucata

 

A Associação Recicla Unaí coleta papel, papelão, plástico, metal, latinhas, garrafas pet e sucata. A Areuna conta com o apoio da população para separar esse material com potencial de reciclagem, que não deve ir para o aterro controlado.

 

A população deve descartar esse material reciclável em sacolas coloridas ou transparentes, que serão coletadas pelo caminhão da Areuna. Já o lixo comum deve ser descartado em sacola preta ou sacolinhas de supermercado e será coletado pelo caminhão de lixo.

 

A Prefeitura fará campanha de divulgação e orientação, para ordenar e efetivar tecnicamente a coleta seletiva na cidade.

 

Vidros

 

Um dos grandes problemas de descarte, o vidro tornou-se um desafio para a Prefeitura e os parceiros ligados ao setor, responsáveis pela logística reversa. Juntos, preparam o lançamento do ecoponto que receberá para-brisas quebrados, garrafas de bebidas não retornáveis e vidros de todo tipo (inteiros ou quebrados).

 

Esse ecoponto funcionará no aterro controlado de Unaí, atrás da serra do Taquaril. E, para facilitar o descarte para a população, pontos de entrega voluntária (PEVs) serão espalhados em pontos-chave da cidade.

 

Assim como é feito com os pneus, uma empresa do interior de São Paulo virá a Unaí buscar o material, quando já tiver acumulado 15 toneladas de vidro.

 

Óleo de cozinha

 

O óleo de cozinha "usado", que não deve ser descartado na terra, na pia, no vaso sanitário ou na rua, transforma-se, por exemplo, em sabão.

 

Ao invés de descartar em qualquer local, a população deve colocar o óleo em garrafas pet bem fechadas e descartar nos pontos de entrega voluntária (PEVs) espalhados pela cidade. Os PEVs serão remodelados e sinalizados.

 

O Viveiro Municipal também receberá as garrafas com óleo de cozinha, que poderão ser trocadas por mudas de árvores.

 

Medicamentos, cremes, pomadas

 

Remédios, pomadas, cremes, comprimidos que não servem mais à pessoa (mas pode servir a outra), bem como aqueles que estão com o prazo de validade vencido, não devem ser descartados em qualquer local, para evitar poluição. Alguns possuem alto grau de toxicidade.

 

Em Unaí, a Farmácia Canaã funciona como ponto de recebimento. Depois, todo esse material é recolhido pela Eurofarma, que o encaminhará para a cadeia final da logística reversa.

 

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente objetiva colocar pontos de recebimento no Hospital Municipal e na Farmácia Básica.

 

Latas e galões de tinta

 

O Viveiro Municipal está se preparando para trocar latas e galões de tinta por mudas de árvores. Ao invés de descartados em qualquer ponto da cidade, serão utilizados para plantio e cultivo de mudas de árvores de maior porte.

 

Construção civil e poda de árvores

 

O descarte de entulho da construção civil, de restos de podas de árvores e de refugo de material de reforma deve ser feito, obrigatoriamente, no aterro controlado, atrás da serra do Taquaril. Muita gente ainda descarta esse material nas ruas ou em locais públicos que melhor lhe convém.

 

Para evitar a sujeira generalizada, a PMU vai cadastrar todos os veículos que fazem frete na cidade. Inclusive, carroças receberão placas de identificação. Quando implantado o serviço, os órgãos de fiscalização esperam contar com ajuda da população, que poderá denunciar os sujões.

 

Embalagens de agrotóxicos

 

Em Unaí, a central de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos funciona na Coagril. As embalagens são recolhidas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias. O Impev se responsabiliza pela logística reversa.

 

 recicla 0001

recicla 0002


SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012