topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Prefeito quer do Dnit “mais sensibilidade e boa vontade com Unaí”

Depois de ir ao escritório regional do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Patos de Minas, nessa quinta-feira (24/1), o prefeito José Gomes Branquinho disse lamentar o que considerou "falta de sensibilidade e de boa vontade" da chefia regional do órgão com Unaí. A pauta central da agenda foi especialmente a busca por soluções para os problemas da travessia urbana que corta a cidade. Trata-se de uma construção federal de duplicação da BR-251, com problemas pontuais, cujas soluções demandam obras complementares. Mas qualquer intervenção na rodovia depende de autorização do Dnit, que é o órgão do Ministério da Infraestrutura detentor de jurisdição sobre as rodovias federais.

 

As obras complementares dizem respeito, principalmente, à construção de acessos à pista central da travessia (para facilitar entrada e saída de veículos para esta via central que fica vazia, enquanto as marginais estão cheias), e facilitar o acesso aos bairros Riviera Park e Vale do Amanhecer. Outros pedidos referem-se à iluminação de todo o trecho da travessia urbana e do viaduto de acesso ao bairro Novo Horizonte. E ainda a construção de uma terceira faixa na BR-251, na subida da serra, em direção a Brasília. O trânsito de caminhões e carretas aumentou muito no trecho.

 

O prefeito buscou orientação na regional do Dnit, porque a Administração Municipal desenvolve projeto que visa melhorar o acesso aos bairros Riviera Park e Vale do Amanhecer. No escopo do projeto, construção de uma via lateral saindo da rotatória, nas proximidades da Femagril, e seguindo diretamente até a via de acesso aos bairros. Compreende também uma nova ponte sobre o ribeirão Santa Rita.

 

Outra proposta da Administração Municipal é facilitar o acesso de pedestres e ciclistas aos bairros laterais da travessia, com eliminação das defensas de metal em pontos estratégicos de acesso. "Nossa ideia é fazer uma passagem com redutor de velocidade (físico ou eletrônico) e faixa de pedestres. É a forma de melhorar o acesso de pedestres e ciclistas, em alguns casos pessoas idosas que precisam pular as defensas de metal, com grande dificuldade e até carregando bicicletas", conta Branquinho.

 

O prefeito afirma entender que a cidade cresceu muito, situação que provoca um conflito cidade-rodovia. Porém, na busca de solução para o problema, esperava contar com maior apoio do Dnit, no sentido de ter mais sensibilidade e boa vontade com Unaí. "Do jeito que responderam ao nosso pedido em Patos de Minas, queriam me fazer crer que a rodovia está no lugar certo e que a cidade está no lugar errado".

 

Branquinho, no entanto, afirmou que a luta para execução das obras complementares na travessia vai continuar, que ainda há muita esperança. "Ainda não encontramos a solução, que pensamos fosse mais fácil. Mas vamos continuar lutando. Vamos às instâncias superiores do Dnit em Belo Horizonte e em Brasília, em busca de soluções melhores. Queremos apenas mais sensibilidade e boa vontade com a população unaiense", desabafa.

 

denitrav 0002

SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012