topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Enchente: Prefeitura remove famílias de áreas de risco

Mesmo a chuva dando uma trégua na cidade, desde as 18 horas dessa quarta-feira (20/1), o Rio Preto continua subindo. Como medida preventiva, 17 famílias foram removidas de suas casas no bairro Politécnica (Olarias), na noite dessa quarta. Ao verificar que o Rio Preto avançava progressivamente, as famílias requisitaram a ajuda das equipes da Prefeitura, que trabalharam inclusive durante a madrugada. Das 17 famílias, 16 foram para casa de parentes e apenas uma família foi encaminhada para abrigo destinado a receber desalojados ou desabrigados.

A Escola Estadual Delvito Alves, a Escola Estadual Vigário Torres e o UAI (antigo Clube do Sesi) são as primeiras bases de apoio preparadas para receber as famílias removidas de suas casas.

O pico de chuva que motivou a formação de uma força-tarefa municipal (para enfrentamento de cheias) foi principalmente o observado em Unaí (e região) de terça para quarta-feira (20/1). Havia uma previsão de chover 20 milímetros, porém a precipitação chegou a 120 milímetros.

"Foi um fenômeno atípico. Pegou todo mundo de surpresa", afirmou o coordenador da Defesa Civil Municipal, Sérgio Moraes.

Para não haver novas surpresas desagradáveis, Sérgio afirmou que o Rio Preto está sendo monitorado de duas em duas horas em pontos dos bairros Jacilândia, Zé Pedro, Olaria e Chácaras Rio Preto.

Previsões

A chuva que caía torrencialmente sobre a cidade, finalmente deu uma trégua no início da noite de quarta-feira, e a estiagem vem se prolongando por toda esta quinta (21/1).

Essa trégua, porém, não deixou mais tranquila a coordenação da força-tarefa que está concluindo o plano de contingência para enfrentar enchentes.

Se basear nas previsões meteorológicas para os próximos dias, segundo a Comdec, Unaí receberá 5 milímetros de chuva nesta quinta, 3 milímetros na sexta e 5 milímetros no sábado.

No domingo (24/1), contudo, está prevista uma precipitação de 44 milímetros. O que, segundo o coordenador, reforça a necessidade de alerta e de colocar de plantão toda a rede de emergência formada no município para enfrentar possíveis alagamentos.

Represas

Outra preocupação da população e das autoridades é com relação ao controle da vazão da água do Rio Preto pela Usina de Queimado e pela PCH Unaí Baixo.

A informação é de que o reservatório da Usina de Queimado opera com 35,58% da capacidade, ou seja, a água está a 9 metros abaixo do nível da represa.

De acordo com técnicos da Usina, ainda há condição de receber bastante água. Segundo informam, caiu muita chuva da barragem em direção à cidade (à jusante do reservatório).

Porém, reconhecem que há previsão de chuva para a região de Goiás (a montante da barragem), o que provocará aumento do volume de água em direção à barragem da usina.

Do ponto de vista da Usina de Queimado, os técnicos garantem que a situação está sob controle, porque ainda há muito espaço no reservatório para controle de vazão da água que desce pelo Rio Preto.

Da PCH Unaí Baixo, obtivemos apenas a informação de que a situação é tranquila, mas não houve divulgação de dados numéricos.

Emergências

Os telefones da Polícia Militar (190) e do Corpo de Bombeiros (193) continuam sendo os números recomendados para as emergências.

cheiarpp 0001
No final da tarde dessa quarta (20/1), a água continuava a subir rente à ponte do Rio Preto

SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012