topo ban fine

 
 

servicos solicitar banner

Mesmo pagando salários atrasados, administração nega que situação financeira esteja equilibrada

O pagamento da folha do mês de fevereiro dos servidores da Prefeitura será nesta sexta-feira (24/2). O anúncio foi feito pelo prefeito José Gomes Branquinho, confirmando que o compromisso da administração municipal é pagar os servidores no último dia útil de cada mês trabalhado. Em janeiro, a folha foi paga no dia 31. De acordo com o prefeito, o pagamento de servidores é uma prioridade do governo. "Quem trabalha, tem de receber", sentencia. Porém, o pagamento em dia, dentro do mês trabalhado, e das folhas atrasadas, não significa equilíbrio nas contas da Prefeitura. Branquinho reconhece que as contas só deverão estar equilibradas dentro de uns seis meses. 

branquim 0001

Salários atrasados

Além de manter o custeio da máquina em dia nos meses de janeiro e fevereiro, a administração municipal está quitando as folhas salariais atrasadas. No dia 12 de janeiro, pagou a folha de novembro dos servidores efetivos e a rescisão contratual de outubro dos cargos de confiança da gestão anterior. No dia 13 de fevereiro, a administração quitou o 13º salário dos servidores efetivos e a rescisão de novembro dos cargos de confiança.

A folha salarial (atrasada) de dezembro pode ser paga em meados de março, conforme disponibilidade de recursos em caixa. A prioridade da administração, segundo o prefeito, é pagar a folha de março dentro do mês trabalhado. Se houver alguma "folga" no caixa, poderá pagar a folha de dezembro (dos efetivos) e as rescisões contratuais de dezembro (dos cargos de confiança da gestão anterior).

Perguntado como a administração está conseguindo dinheiro para o pagamento de tantas folhas, o prefeito Branquinho resumiu: "metemos o pé no freio e deixamos de pagar outras contas".

Pressões

A prioridade no pagamento de servidores está resultando em pressões de credores que partem de todos os lados, especialmente de fornecedores, donos dos imóveis alugados, empreiteiras que fizeram as obras, entre outros que prestaram serviços para a Prefeitura na gestão passada.

"Até quitarmos todos os débitos com salários, vamos continuar com o pé no freio e vamos atrasar com o pagamento de dívidas contraídas com aluguéis, obras e fornecedores. Vamos pagar essas dívidas, mas estamos negociando os prazos", afirma Branquinho.

Para reduzir a pressão a que está submetida, a administração vem quitando as contas feitas a partir de 1º de janeiro. "As contas que nós fizemos, estamos pagando em dia. O custeio que é nosso, por exemplo, os aluguéis do mês de janeiro, as compras que fizemos em janeiro e estão vencendo em fevereiro, já pagamos ou estamos pagando".

Situação financeira

O fato de a Prefeitura estar quitando seus débitos não significa que a situação financeira do município esteja equilibrada, segundo afirma o prefeito. "Nós temos muita conta a pagar e não temos dinheiro ainda. Estamos negociando e ampliando os prazos para começar a pagar. Estamos conversando, pedindo paciência às pessoas. Com menos de seis meses, achamos difícil equilibrar as contas do município".

Branquinho diz que quando colocar as contas do município em dia, aí sim a administração fará os investimentos necessários em obras e mais serviços.



SmartNews.com
Previsão do Tempo

Siga-nos

    facebook FaceBook
insta icon Instagram
Twitter
linkedinico LinkedIn

Banco de Notícias

Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas - comunicaaiunai@gmail.com   -  (38)3677-9610 Ramal 9039
other a Sala de Imprensa (clique)

Notícias publicadas no período: 29/03/2005 até 17h24 do dia 13/12/2012